top of page
Relacionamentos
relacionamentos.png

Os sete amores gregos, Eros, Philia, Storge, Ludus, Philautia, Agápe e Pragma, são diferentes tipos de afetos que influenciam nossas relações interpessoais (Hendricks, 2008). Eros é o amor apaixonado, caracterizado pela intensidade e paixão. Philia é a amizade baseada na cumplicidade e afinidade. Storge é o amor familiar, incondicional e protetor por parentes. Ludus é o amor superficial e sem compromisso. Philautia é o amor próprio, consciente e cuidadoso. Agápe é o amor desinteressado e altruísta. Por fim, Pragma é o amor prático, baseado em interesses e considerações racionais (Hendricks, 2008).

A teoria lacaniana destaca a importância dos relacionamentos interpessoais na constituição do self e da subjetividade do sujeito (Lacan, 1977). A relação com a mãe é fundamental para a formação do self, e a linguagem é crucial para a construção da identidade, pois é através dela que nos comunicamos com o mundo e nos subjetivamos (Lacan, 1977).

Já para Freud (1905), a dinâmica inconsciente influencia nossos relacionamentos afetivos. O amor é resultado da projeção de nossos desejos e fantasias inconscientes para a figura amada. Além disso, traumas do passado, como relações familiares disfuncionais, podem afetar nossa forma de estabelecer ligações afetivas com outras pessoas (Freud, 1905).

Em resumo, diferentes teorias psicológicas e filosóficas, como a filosofia grega e as teorias de Lacan e Freud, nos oferecem uma compreensão mais profunda dos relacionamentos humanos e dos afetos que os influenciam.

15 Dicas sobre Relacionamentos:

  1. Conheça-se melhor: compreenda suas necessidades e desejos, bem como suas crenças e valores.

  2. Mantenha o diálogo aberto e a comunicação clara em seus relacionamentos.

  3. Seja autêntico e verdadeiro consigo mesmo e com o outro.

  4. Busque compreender as necessidades e desejos do outro.

  5. Aprenda a lidar com conflitos de maneira saudável e resolutiva.

  6. Aceite as diferenças e respeite a individualidade do outro.

  7. Desenvolva habilidades de empatia e escuta ativa.

  8. Trabalhe em sua autoestima e confiança.

  9. Fortaleça sua relação consigo mesmo e com uma divindade, se for do seu interesse.

  10. Busque ajuda profissional se necessário.

  11. Mantenha o equilíbrio em suas diferentes relações.

  12. Evite comportamentos destrutivos e prejudiciais.

  13. Seja presente e disponível para as pessoas que ama.

  14. Mantenha a intimidade e a intimidade em seus relacionamentos íntimos.

  15. Cultive a gratidão e o apreço pelos seus relacionamentos.
     

Referências Bibliográficas:

  • Freud, S. (1905). Three essays on the theory of sexuality.

  • Hendricks, G. (2008). Love's Labour's Lost.

  • Lacan, J. (1977). The Four Fundamental Concepts of Psycho-Analysis.

bottom of page
<